domingo, 27 de maio de 2007

Candidatas visitam a Feira do Livro

Helena Roseta e Manuela Júdice, candidatas da lista "Cidadãos por Lisboa", visitam hoje a Feira do Livro. Junte-se a nós no ponto de encontro, às 17.00, no alto do Parque Eduardo VII, ao pé da estátua de João Cutileiro.

11 comentários:

Anónimo disse...

Porque é que na lista da Helena Roseta vejo aparecer nomes que não lembraria ao Diabo?

Nomes de pessoas que nunca fizeram nada na vida senão espalhar incompetência, que têm ideias muito giras mas que são incapases de as levar à prática (ou que as arruinam quando tentam) ou que criticaram Helena Roseta quanto ao seu trabalho na Ordem dos Arquitectos e que hoje aparecem colados a ela.

Como um "ex-dirigente associativo" (por sinal, da APELA - Associação Portuguesa de Estudantes e Licenciados em Arquitectura, pormenor omitido no resumo de CV) que chegou a dizer que só queria era correr com todos da OA - Helena Roseta incluída - e conseguir acabar o curso para ser admitido e formar uma lista para tomar conta da casa.

Merecia melhor companhias...


PS - Já agora, gostava de ver a resposta a um comentário de um post anterior, que questionava acerca de postura que Helena Roseta teria em relação aos licenciados em arquitectura que trabalham na CML mas que não estão inscritos na OA, caso fosse eleita. A resposta ajudaria a definir o meu sentido de voto. Obrigado!

Anónimo disse...

Realmente, também já tinha reparado nisso. Aliás, um desses senhores, que se diz "fundador da ARQCOOP", foi praticamente corrido da mesma.

Se eu, que estava por fora, já fiquei com a sensação de pura incompetência, desleixo e falta de responsabilidade, imagino quem estava ao lado dele no projecto.

Mesma sensação tive eu, quando era aluna da FAUTL e vi o estado em que ficou a associação de estudantes depois da sua passagem por lá. Um descalabro completo!!!

Realmente, cara Helena Roseta, aqui de arquitecta para arquitecta, devia olhar com mais atenção para quem está (ou diz que está) ao seu lado.

São pessoas como esta que retiram credibilidade à boas ideias.

Pedro de Azevedo Peres disse...

Caros Arquitectos (pelos vstos) Anónimos,

Se querem ter alguma credibilidade identifiquem-se e chamem os "bois" pelos nomes.

De contrário .....

Anónimo disse...

Peço desculpa, esqueci-me de me identificar. Arq. Ana Silva.

A pessoa de quem falo é o Rui Franco, que aparece na lista dos candidatos como 3º suplente.

Agora que já "chamei o boi pelo nome"...

EJ disse...

Podem indicar onde está a dita lista com os CVs ? Podiam incluir no blog !

José Carlos disse...

Cara Ana Silva.
3º suplente ....?
Não se preocupe. Se quer apoiar a Helena, é bem-vinda. Apresente ideias, participe, motive.
O futuro é um projecto muito bonito.
O ressentimento desgasta e fere a pessoa.
Vamos todos apoiar a Helena roseta.
Por Lisboa.

Anónimo disse...

Helena Roseta na feira do livro. Os estão as televisões ? não estão cá televisões ?

Sarkozy

Anónimo disse...

Não comentei por ressentimento. Apenas me entristece ver pessoas que lutam a sério pelas causas que assumem ladeadas por oportunistas.

E ideias, gosto de todas. A diferença está na forma de as colocar em prática.

Ana Silva

Luis Filipe disse...

Sobre a questão que a Ana Silva tem colocado, parece-me que só o visado (Rui Franco) deveria responder. Oportunistas há em todo o lado (até na nossa casa ...) e este mundo está longe de ser perfeito. É suplente (do mal o menos ...)Apesar de tudo , a questão é pertinente !

Anónimo disse...

Helena Roseta tem o que merece,lisboetas que a acompanham,gente que a quer na Câmara ,gente farta da velha politiquice que não ,não´, não é conservadora é retrógrada .
lisboa compreende,lisboa compreenderá!

Anónimo disse...

Concordo com a Ana Silva....em parte. É muito importante a forma de colocar as ideias em prática e isso é uma das principais coisas que distingue os bons e os maus políticos, mas gostar das ideias todas ...não. Até porque há ideias más precisamente por serem desadequadas à prática o que não é o mesmo que não ter utopias e objectivos longinquos. Por exemplo estas conversetas que aqui se têm tido nestes comentários poderiam fazer sentido num blog dum grupo de apoiantes (que pelo teor de muitos dos comentários serão, pelo menos alguns, um bocado pó limitadinhos), mas não no da candidatura. Dá uma ideia de tudo ao molho, falai meu povo, somos muito democratas...tretas que se percebem pela forma como reagem à discordância. Anda aqui uma baralhada de ideias e o que Lisboa não precisa de certeza é de mais baralhadas.